Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 4, 2009

Os cegos e o elefante

Um pouco além de Ghor havia uma cidade. Todos os que ali viviam eram cegos. Certo dia surgiu um rei com seu séquito. Trazia seu exercito e acampou fora da cidade, no deserto. Viera com eles um elefante de grande porte, usado pelo rei para atacar e para intensificar o temor do povo.

As pessoas do lugar estavam ansiosas para ver o elefante, e alguns cegos daquela população cega se precipitaram como loucos procurando encontrá-lo. E assim que o acharam, se puseram a tateá-lo.

Cada um pensou saber algo sobre o animal, porquanto podia tocar uma parte dele.

Quando retornaram para junto de seus concidadãos, estes logo formaram grupinhos ao seu redor, ávidos de esclarecimentos. Todos estavam ansiosos, buscando, equivocadamente, conhecer a verdade daqueles que estavam enganados.

Perguntaram sobre a forma e aspecto do elefante, escutando com interesse tudo que lhes era dito.

O homem a quem coubera tocar a orelha do elefante foi indagado sobre a natureza particular do animal.  E ele informou, &qu…

A lenda das areias

Vindo desde as suas origens em distantes montanhas, após passar por inúmeros acidentes de terrenos nas regiões campestres, um rio finalmente alcançou as areias do deserto. E do mesmo modo como vencera as outras barreiras, o rio tentou atravessar esta de agora, mas se deu conta de que suas águas mal tocavam a areia nela desapareciam.


Estava convicto, no entanto, de que fazia parte do seu destino cruzar aquele deserto, embora não visse como fazê-lo. Então uma voz misteriosa, saída do próprio deserto, sussurrou:


"O vento cruza as areias do deserto,  o mesmo pode fazer o rio."


O rio objetou estar se arremessando contra as areias, sendo assim absorvido, enquanto que o vento podia voar, conseguindo dessa maneira atravessar o deserto.  


"Arrojando-se com violência como vem fazendo não conseguirá cruzá-lo. Assim desaparecerá ou se transformará num pântano. Deve permitir que o vento o conduza a seu destino."


"Mas como isso pode acontecer?"


"Consentindo em ser abso…