Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 24, 2018

O Velho, o Menino e o Burro

Conta a tradição antiga
Que um velho camponês Precisando de dinheiro Em certa altura do mês Manda o filho caçula Buscar o burro ou a mula Para vender dessa vez.
O menino vem ligeiro Trazendo o belo burrinho, Seguiram os três pra cidade Logo de manhã cedinho Ninguém montou no animal Pra ele não dar sinal De cansaço do caminho.
Porém numa curva da estrada 
Viram um viajante que disse: 

“Que besteira, o animal 
Vai vazio e o pobre velho  Senil vai a pé na caminhada Vejam, só, que asneira...  É promessa ou penitência?”

E o velho lhe deu razão e foi no burro montando E o menino puxando, na mais pura inocência. E foi dizendo o velhote:


“Só assim ninguém reclama E tapo a boca do mundo!”


Logo à frente as lavadeiras Lavando nas corredeiras
Gritaram: 

“Mas que burrama!”
"Um marmanjão com saúde Muito contente montado E um pobre menininho Puxando o burro! Ah, malvado!...
Este mundo está perdido
Desça daí seu bandido Que o menino está cansado!”
Depois dessa, o pobre velho Indignado acenou E na garupa do burro …

Fazendo Iogurte

Conta a tradição antiga
Que um velho camponês Precisando de dinheiro Em certa altura do mês Manda o filho caçula Buscar o burro ou a mula Para vender dessa vez.
O menino vem ligeiro Trazendo o belo burrinho, Seguiram os três pra cidade Logo de manhã cedinho Ninguém montou no animal Pra ele não dar sinal De cansaço do caminho.
Porém numa curva da estrada 
Viram um viajante que disse: 

“Que besteira, o animal 
Vai vazio e o pobre velho  Senil vai a pé na caminhada Vejam, só, que asneira...  É promessa ou penitência?”

E o velho lhe deu razão e foi no burro montando E o menino puxando, na mais pura inocência. E foi dizendo o velhote:


“Só assim ninguém reclama E tapo a boca do mundo!”


Logo à frente as lavadeiras Lavando nas corredeiras
Gritaram: 

“Mas que burrama!”
"Um marmanjão com saúde Muito contente montado E um pobre menininho Puxando o burro! Ah, malvado!...
Este mundo está perdido
Desça daí seu bandido Que o menino está cansado!”
Depois dessa, o pobre velho Indignado acenou E na garupa do burro …